Sérgio Antonio Marcucci
PRESIDENTE - 2014/2016
terça-feira, 25 de novembro de 2014

A mudança somos nós

Com o fim das mais disputadas eleições do período da recente democracia nacional, o que resta a cada um, no seu íntimo, é fazer uma reflexão do que esperar do Brasil para os próximos anos. As lições são inúmeras e dependem do ponto de vista da análise individual. A que considero a mais pertinente é de que a mudança depende de cada um. De como cada brasileiro, independentemente de sua forma de pensar e agir politicamente, passará a interagir com o cenário que teremos a partir de 2015.

Para os empresários, que convivem com os desafios de um país atípico, não resta outra alternativa senão baixar a cabeça, reanalisar seus projetos, e trabalhar ainda mais. Quem empreende sabe o quanto é difícil produzir e gerar empregos diante de uma das mais elevadas cargas tributárias do mundo, com o excesso de leis, normas e burocracia e com a lentidão e deficiências tão comuns aos serviços públicos nacionais. Nunca é demais repetir o que muitos já sabem: temos impostos de primeiro e retorno de terceiro mundo.

A Caciopar, graças ao contínuo aprendizado de seus diretores, é adepta do planejamento estratégico, ferramenta que infelizmente ainda é desprezada por setores fundamentais da vida brasileira. Com o auxílio desse recurso, a coordenadoria definiu suas metas para os próximos dois anos e em parceria com outras virtuosas entidades regionais terá muito trabalho pela frente. Um dos grandes desafios do Oeste, uma das frações territoriais que mais produzem no Brasil, é consolidar os conceitos centrais do Oeste em desenvolvimento, programa que simboliza o grau de amadurecimento de toda a nossa comunidade.

São vários os projetos que pretendemos colocar em prática nos próximos dois anos. Queremos e dependemos muito da sensibilidade e do apoio da União na execução deles, principalmente no que se refere às obras estruturais que há tanto cobramos. No entanto, não temos mais tempo a perder e muito menos a esperar. É por isso que, definitivamente, chegou a hora de, todos nós, fazermos acontecer o futuro que realmente queremos e merecemos. E, dentro desse contexto, todos os mais de um milhão de habitantes dos 50 municípios do Oeste são igualmente decisivos.

Antes de concluir, quero mencionar o nome de dois líderes que em muito contribuem para o êxito da cooperação empresarial. São os empresários Rainer Zielasko e Guido Bresolin Júnior. Rainer, além de suas colaborações à Acit de Toledo e à própria Caciopar, faz um trabalho brilhante e inspirador à frente da Faciap. E Guido, ex-presidente da Acic de Cascavel e da Caciopar, terá, a partir de janeiro, a missão de comandar uma das mais importantes federações comerciais do Brasil. Dinamismo, competência e altruísmo são traços comuns nesses líderes que tanto nos ensinam.

Como historicamente a Caciopar faz, estaremos abertos ao diálogo, às parcerias e à atuação conjunta. Queremos e vamos trabalhar muito para que a região tenha condições de incrementar ainda mais os seus indicadores sociais e econômicos. A lógica dos empresários que somam forças em favor da coordenadoria é simples: trabalhar para que todos possam compartilhar prosperidade e riquezas e não dividir miséria e desesperança. Que todos tenham um fim de ano de luz e que 2015, com todos os desafios que deverão nos aguardar, seja um período de crescimento pessoal, familiar, comunitário e profissional a cada um que faz dessa região um exemplo de determinação e de empreendedorismo.
 
 
 
 

CACIOPAR

 
Rua Pernambuco, 1802, 1° andar - Centro
85810-021 - Cascavel - PR
 
(45) 3321-1449
 
 

SISTEMA ASSOCIATIVISTA

 
2016 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Grupo Mar Virtual